Empresas

Bolsa de Valores: Petrobras foi quem lucrou mais em 2019

Por Bruna Santos
31 março 2020 - 08:54 | Atualizado em 31 março 2020 - 08:54
Petróleo em alta

A Petrobras foi o negócio mais lucrativo em 2019 entre as empresas de capital aberto listadas na Bolsa de Valores.

Segundo mostrou a Economática, o lucro da petroleira (PETR3/PETR4) para o período foi de R$40,1 bilhões, um recorde histórico.

De acordo com a empresa que vende dados de mercado, as três maiores estatais listadas na Bolsa de Valores, incluindo Eletrobras (ELET3/ELET5/ELET6) e o Banco do Brasil (BBAS3), reportaram um lucro líquido recorde de R$68,9 bilhões para 2019, quebrando o recorde de R$51,9 bilhões computado no ano anterior.

Vale ressaltar que o resultado é impressionante, uma vez que a economia em geral sofreu para crescer 1,1% em 2019.

Ao longo de 26 anos, as estatais registraram prejuízo consolidado somente em cinco oportunidades (1995, 1996, 2014, 2015 e 2016).

O estudo da Economática mostra que o maior prejuízo anual na Bolsa de Valores foi em 2015, quando juntas perderam R$34,8 bilhões.

A consultoria também mostrou um recuo de 29% no caixa somado entre Petrobras e Eletrobras, que totalizou R$ 47,2 bilhões.

Em contrapartida, a dívida acumulada de ambas deu um salto de 4,5%, encerrando o ano a R$440,2 bilhões.

Por fim, leia os destaques de 2020 sobre as empresas listadas na Bolsa de Valores:

Ações da Klabin saltam 5,3% após aquisição de unidade de negócios por R$330 milhões

Após sete anos de prejuízos, Taurus registra lucro líquido de R$43,4 milhões em 2019

IBOV: Eletrobras, Braskem e Cogna tem teles; Eneva e AES Tietê: Panorama corporativo

Tim e C6 fecham parceria no segmento de serviços financeiros

Sabesp reporta queda no lucro do 4º trimestre, mas resultado anual sobe 18,8%

Governo amplia margem de manobra para fintechs para aumentar fluxo de crédito na crise do vírus

Via Varejo amarga um prejuízo líquido de R$875 mi no 4T19 e congela plano de abertura de lojas


Sobre o autor