Mercados

Bolsa brasileira tem viés de queda pressionada pelos bancos; dólar ganha força

Por Fast Trade
18 junho 2021 - 13:15 | Atualizado em 18 junho 2021 - 15:14
pós-superquarta

A Bolsa brasileira opera em queda nesta sexta-feira (18), pressionada pelos bancos, depois de oscilar entre perdas e ganhos na abertura do pregão.

Em reação ao exterior, o setor bancário recuava em bloco, com as companhias Itaú Unibanco (ITUB4), Bradesco (BBDC4), Santander (SANB11) e Banco do Brasil (BBAS3) registrando perdas superiores a 1%.

Nesse sentido, as sinalizações mais duras do Federal Reserve ficaram no radar, sobretudo, após a recente declaração do presidente do Fed de St. Louis, James Bullard. Desse modo, em suas projeções, o dirigente acredita que o primeiro aumento da taxa de juros acontecerá no final de 2022.

Essa estimativa contraria a visão majoritária da instituição de que o ciclo de aperto monetário terá início somente em 2023 e, certamente, levanta dúvidas sobre o prazo de retirada dos estímulos.

+ Relatório especial: como investir em fundos imobiliários

Ao mesmo tempo, ganhou destaque no cenário doméstico a aprovação no Senado da Medida Provisória de privatização da Eletrobras. Assim, em uma votação bastante apertada, com 42 votos favoráveis e 37 contrários, o relator precisou fazer muitas modificações no texto-base.

A seguir, as movimentações do pregão na B3:

Maiores altas do índice geral: Eletrobras (ELET6), Eletrobras (ELET6), Vale (VALE3), Hering (GHTX3) e CSN (CSNA3).

As maiores quedas do índice geral: Raia Drogasil (RADL3), Cosan (CSAN3), Energisa (ENGI11), Tim (TIMS3), Banco Inter (BIDI11).

Às 13h15 (horário de Brasília), o Ibovespa recuava 0,24% aos 127.753 pontos, registrando um volume financeiro de R$11,754 bilhões.

Dólar vira para alta após comentários de James Bullard do Fed

O dólar comercial opera em alta de 0,58% na cotação de R$5,0500 na venda, em uma clara reação de aversão ao risco no mercado de câmbio. Depois de abrir em queda, a divisa americana mudou de direção e ganhou força compradora, com os investidores digerindo as declarações de Bullard.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Acima de tudo, o dirigente informou que as discussões para a retirada dos estímulos iniciaram oficialmente, com grandes chances de o ciclo de altas se anteciparem. Da mesma forma, os juros futuros registravam adição de prêmio de risco, em um movimento de recomposição às perdas das últimas semanas.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Bolsa brasileira tem viés de queda pressionada pelos bancos; dólar ganha força

Leia também:

Senado aprova a MP que abre caminho para a privatização da Eletrobras

Após desempenho fraco na véspera, Bolsas mundiais mostram otimismo

IPO da BR Partners movimenta R$400 milhões com valor de R$16 por unit


Sobre o autor