Mercados

Bolsa brasileira tem forte alta com alívio no exterior e PEC dos precatórios; dólar cai

Por Fast Trade
01 dezembro 2021 - 13:24 | Atualizado em 01 dezembro 2021 - 14:27
alavancagem no mercado financeiro

A Bolsa brasileira opera em alta nesta quarta-feira (01), acompanhando o alívio no exterior e a votação da PEC dos precatórios no plenário do Senado. Mesmo sem notícias positivas referentes à variante Ômicron, a valorização das commodities impulsionava a recuperação dos mercados internacionais.

O minério de ferro negociado na Bolsa chinesa de Dalian subiu 0,47%, na cotação de US$ 106,10 a tonelada e os contratos futuros do petróleo Brent avançavam 3,19%, na cotação de US$ 71,37 o barril.

Enquanto isso, na cena local, os investidores monitoravam as deliberações da PEC dos precatórios e os esforços do governo para aprovar a proposta. Em meio a diversas demandas dos parlamentares, o relator do projeto, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), deve promover mais mudanças no texto-base.

Ao todo, o Planalto precisa que 49 senadores votem a favor da PEC nos dois turnos, contudo, ainda existe uma grande resistência à proposta. Desse modo, o presidente da casa, Rodrigo Pacheco (PSD), prevendo um atraso nas discussões, também colocou a matéria em pauta na sessão de amanhã.

+ Estratégias Long & Short: Saiba como operar!

Vale lembrar que esta proposta tem o objetivo de abrir espaço no orçamento de 2022 para financiar o custo do Auxílio Brasil no valor de R$ 400 sem ultrapassar o teto de gastos. Para isso, a sugestão é adiar o pagamento dos precatórios, ou dívidas judiciais da União.

A seguir, as movimentações do pregão na B3:

Maiores altas do índice geral: Braskem (BRKM5), PetroRio (PRIO3), Suzano (SUZB3), Gerdau (GGBR4) e Gerdau Metalúrgica (GOAU4).

Maiores quedas do índice geral: Totvs (TOTS3), Méliuz (CASH3), Marfrig (MRFG3), Locaweb (LWSA3), JBS (JBSS3).

Às 13h23 (horário de Brasília), o Ibovespa subia 1,53% aos 103.473 pontos, registrando um volume financeiro de R$10,629 bilhões.

Dólar faz pregão de queda com aumento no apetite ao risco

O dólar comercial caía 0,20% contra o real, na cotação de R$ 5,6230 na venda, refletindo o aumento do apetite ao risco no ambiente internacional. No entanto, em âmbito local, este viés de baixa foi atenuado por uma entrada de fluxo comprados antes da votação da PEC dos precatórios.

Apesar de estar negociando apoio à proposta, ainda não há certeza se o governo conseguirá a quantidade de votos necessários à aprovação.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Por isso, os investidores estão fazendo um movimento defensivo, buscando se proteger através da alocação de recursos em moeda.

Em contrapartida, os juros futuros registravam queda nas taxas em todos os períodos, precificando um cenário mais favorável ao Planalto, apesar das incertezas.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Bolsa brasileira tem forte alta com alívio no exterior e PEC dos precatórios; dólar cai

Leia também:

Embraer: acordo com Pratt & Whitney e cisão da Yaborã

Mercado de câmbio inicia movimento de recuperação


Sobre o autor