Mercados

Bolsa brasileira opera em queda seguindo a fraqueza do exterior; dólar sobe

Por Fast Trade
22 julho 2021 - 13:30 | Atualizado em 22 julho 2021 - 14:29
vencimento e exterior ameno

A Bolsa brasileira opera em queda nesta quinta-feira (22), refletindo a fraqueza do exterior e as turbulências do cenário político. Lá fora, os pedidos de seguro-desemprego nos EUA totalizaram 419 mil solicitações na semana passada, superando as projeções dos economistas.

Apesar disso, a temporada de resultados corporativos vem mostrando um forte crescimento nos lucros, evidenciando a melhora da atividade do país. Assim também, do total de empresas que divulgaram os balanços, 88% superaram as estimativas de lucratividade, o que trouxe novo fôlego aos investidores.

Por aqui, a reforma ministerial promovida pelo presidente Jair Bolsonaro ganhava destaque, pois, resultará na separação da área de Trabalho e Previdência das atribuições do ministério da Economia.

+ Clube de investimentos: Tudo o que você precisa saber

Em contrapartida, uma matéria do jornal O Estado de S. Paulo, informou que o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, ameaçou as eleições, dizendo que só haveria o pleito de 2022 caso o Congresso aprovasse a PEC do voto impresso.

Acima de tudo, o presidente da Câmara, Arthur Lira, se posicionou sobre a situação, negando que tenha ocorrido a ofensiva do ministro e reforçando a defesa pela democracia.

A seguir, as movimentações do pregão na B3:

Maiores altas do índice geral: Locaweb (LWSA3), Marfrig (MRFG3), Equatorial (EQTL3), Cosan (CSAN3) e Weg (WEGE3).

As maiores quedas do índice geral: Banco Inter (BIDI11), IRB Brasil (IRBR3), Embraer (EMBR3), Pão de Açúcar (PCAR3), Itaúsa (ITSA4).

Como resultado, às 13h30 (horário de Brasília), o Ibovespa caía 0,13% aos 125.768 pontos, registrando um volume financeiro de R$6,920 bilhões.

Dólar e juros avançam com foco na piora da cena local

O dólar comercial subia 0,25% contra o real, na cotação de R$5,1980 na venda, reagindo ao embate entre a piora local e o alívio no exterior. Desse modo, mesmo fazendo uma sessão de baixa contra as principais moedas emergentes, a divisa americana ganhava força no câmbio interno.

Nesse sentido, ficou em destaque as tensões entre o Planalto e o Congresso e o leilão de títulos do Tesouro Nacional (LTN), com maior volume de oferta de papéis de curto prazo.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Por fim, os juros futuros também registravam aumento nas taxas em todos os períodos, acompanhando as movimentações do dólar e a demanda pelas dívidas do governo.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Bolsa brasileira opera em queda seguindo a fraqueza do exterior; dólar sobe

Leia também:

Bradesco BBI recomenda a compra das ações da Méliuz com preço-alvo a R$90

Panorama corporativo: Multilaser, Petrobras, Embraer, Rede D’Or, Dotz

Pasta da Economia perde área de Trabalho e Previdência na reforma ministerial


Sobre o autor