Mercados

Bolsa brasileira opera em queda com notícias da Evergrande e IPCA-15; dólar avança

Por Fast Trade
24 setembro 2021 - 13:26 | Atualizado em 24 setembro 2021 - 14:40
indicadores econômicos

A Bolsa brasileira opera em queda nesta sexta-feira (24), refletindo as notícias da Evergrande e a divulgação do IPCA-15 no Brasil. Depois de fazer três pregões de ganhos consecutivos, o índice geral acompanhava o clima de aversão ao risco presente nos mercados internacionais.

Isto porque, diversos credores da incorporadora chinesa informaram que não receberam o pagamento dos juros dos títulos que venceram ontem. Essa situação despertou o alerta nos investidores, pois, sinalizou que a empresa pode estar em uma situação ainda pior e reforçou a ideia de que um calote pode estar próximo.

Ao mesmo tempo, a decisão do banco central da China também gerava impactos negativos. A instituição divulgou um comunicado dizendo que todas as atividades relacionadas às criptomoedas agora são consideradas ilegais no país.

Mais cedo, no Brasil, foi divulgado o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Base 15 (IPCA-15) que registrou alta de 1,14% em setembro. Além disso, o dado ficou acima do previsto pelos analistas e foi o maior resultado para o mês desde 1994.

+ Desvendando o Swing Trade: Tudo o que você precisa saber!

A seguir, as movimentações do pregão na B3:

Maiores altas do índice geral: PetroRio (PRIO3), Minerva (BEEF3), Braskem (BRKM5), Pão de Açúcar (PCAR3) e Banco Inter (BIDI11).

Maiores quedas do índice geral: Americanas (AMER3), Méliuz (CASH3), Natura (NTCO3), Localiza (RENT3), Multiplan (MULT3).

Às 13h25 (horário de Brasília), o Ibovespa recuava 0,61% aos 113.364 pontos, registrando um volume financeiro de R$10,019 bilhões.

Dólar sobe de olho na agenda de indicadores domésticos

O dólar comercial opera em alta de 0,45% contra o real, na cotação de R$5,3310 na venda, de olho nos indicadores locais. Pressionada por uma sessão negativa para os ativos emergentes, a divisa americana ganhava força em meio à forte demanda por proteção.

Desse modo, o avanço do IPCA-15 conduzia as movimentações em âmbito doméstico, enquanto lá fora, as incertezas sobre a solvência da Evergrande prevaleciam. Em contrapartida

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Por fim, os juros futuros registravam adição de prêmio de risco ao longo da curva, acompanhando a tônica cambial e precificando os impactos da inflação na economia.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Bolsa brasileira opera em queda com notícias da Evergrande e IPCA-15; dólar avança

Leia também:

IPCA-15 avança 1,14% no mês, no ano soma 7,02%; valor supera projeções

Repressão da China às criptomoedas e Evergrande estão no radar dos investidores


Sobre o autor