Mercados

Bolsa brasileira dispara com ajuste nas commodities e dados de inflação; dólar cai

Por Fast Trade
11 maio 2022 - 14:23 | Atualizado em 11 maio 2022 - 15:26

Em uma sessão de fortes ganhos, a Bolsa brasileira refletia a valorização das commodities e os dados de inflação no Brasil e nos EUA. Com os preços do petróleo e do minério de ferro avançando no exterior, as blue chips operavam em território positivo.

No radar, os investidores repercutiam as notícias sobre a recuperação na demanda das usinas na China, embora as medidas de restrição contra a Covid-19 estejam limitando a atividade econômica. Além disso, a melhora nos níveis de transmissão da doença no país também contribuía com o bom humor do momento.

Em outro front, os investidores digeriam as informações da inflação oficial norte-americana. Divulgado hoje, o Índice de Preços ao Consumidor (CPI) avançou 0,3% na passagem de março para abril, mostrando que a dinâmica altista nos preços ainda persiste na economia dos EUA.

Ao mesmo tempo, no Brasil, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 1,06% em abril, vindo dentro das projeções dos analistas. Apesar disso, esta foi a maior alta para o mês desde 1996, superando o patamar de 12% no acumulado de 12 meses.

+ Análise gráfica: saiba como utilizar em suas operações!

Em ambos os casos, os indicadores reforçaram a tese de que o ciclo de aperto monetário tende a ser mais agressivo. Com efeito, a leitura que se faz é de continuidade no aumento dos juros nas próximas reuniões dos Bancos Centrais, tendo em vista a forte pressão dos núcleos da inflação.

A seguir, as principais movimentações na B3:

Top 5 máximas do índice geral: PetroRio (PRIO3), Petrobras (PETR3), Vale (VALE3), Petrobras (PETR4) e CSN (CSNA3).

Top 5 mínimas do índice geral: Qualicorp (QUAL3), CVC (CVCB3), Locaweb (LWSA3), Fleury (FLRY3) e Rede D’Or (RDOR3).

Às 14h22 (horário de Brasília), o Ibovespa subia 1,36% aos 104.509 pontos, registrando um volume financeiro de R$ 10,488 bilhões.

Dólar opera volátil, mas mantém viés de queda com inflação

O dólar comercial caía 0,16% contra o real, na cotação de R$ 5,1250 na venda, seguindo a tônica negativa internacional. Embora os níveis de inflação ainda estejam elevados, o CPI em 8,3% na base anual demonstrou uma certa desaceleração nos preços nos EUA.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader: Baixe agora!

Isto porque, trata-se da primeira redução na aceleração da taxa em mais de 8 meses, considerando que o mercado já havia precificado este patamar. E só o fato de o número não ter ficado acima das estimativas já provocou um sentimento de alívio, já que o Federal Reserve está disposto a elevar a taxa a um nível contracionista.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram!

 

Leia também:

Lucro da Telefônica cai 20,4% para R$ 750 mi no 1T22; analistas estão otimistas com a ação

1T22: Qualicorp anuncia lucro líquido de R$ 74,11 milhões com queda de 35,3%


Sobre o autor