Mercados

Bolsa brasileira cai 1% com incertezas sobre a recuperação global; dólar oscila

Por Fast Trade
15 setembro 2021 - 13:35 | Atualizado em 15 setembro 2021 - 14:01

A Bolsa brasileira opera em queda nesta quarta-feira (15), refletindo as incertezas sobre a recuperação global após os dados mais fracos da economia chinesa. Além disso, o clima também era negativo em Wall Street, com os mercados americanos estendendo as perdas da véspera.

Nesse sentido, ficou em destaque as vendas no varejo da China, que subiram 2,5% em agosto, contrariando as projeções dos analistas que apostavam na alta de 7%. Ao mesmo tempo, a produção industrial cresceu 5,3% no mês, também abaixo das estimativas.

Diante disso, cresceram as preocupações sobre o ritmo de crescimento do gigante asiático, tendo em vista que a desaceleração na demanda do país deve causar impactos sobre o mundo inteiro.

+ Clube de investimentos: Tudo o que você precisa saber

No Brasil, os investidores repercutiram os dados do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), que registrou uma expansão de 0,6% em julho. Considerado uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB), o indicador ficou acima das perspectivas dos economistas consultados pela Refinitiv.

A seguir, as movimentações do pregão na B3:

Maiores altas do índice geral: Bradespar (BRAP4), PetroRio (PRIO3), Gol (GOLL4), Banco Pan (BPAN4) e Weg (WEGE3).

Maiores quedas do índice geral: Méliuz (CASH3), Americanas (AMER3), Suzano (SUZB3), CCR (CCRO3), Lojas Americanas (LAME4).

Às 13h35 (horário de Brasília), o Ibovespa recuava 1,09% aos 114.919 pontos, registrando um volume financeiro de R$10,486 bilhões.

Dólar oscila em queda de olho no exterior

O dólar comercial registrava leve queda de 0,04% contra o real, na cotação de R$5,2530 na venda, acompanhando as movimentações do exterior. Desse modo, com a perspectiva de perda de vigor da segunda maior economia do mundo, é grande a preocupação com os efeitos disso em âmbito global.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Acima de tudo, o comportamento do câmbio espelhava o viés de queda da divisa americana nos mercados emergentes. Isto porque, a fraqueza dos indicadores mundiais pode levar o Federal Reserve a manter os estímulos por mais tempo.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Bolsa brasileira cai 1% com incertezas sobre a recuperação global; dólar oscila

Leia também:

IBC-Br tem alta de 0,6% em julho, em 12 meses o avanço é de 3,26%


Sobre o autor