Mercados

Bolsa brasileira avança com impulso externo, apesar do salto no IPCA; dólar cai

Por Fast Trade
11 janeiro 2022 - 13:30 | Atualizado em 11 janeiro 2022 - 14:17
Créditos: shutterstock.com

A Bolsa brasileira opera em alta nesta terça-feira (11), impulsionada pelo cenário externo, apesar do fortalecimento do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Divulgado hoje, o dado registrou um avanço de 0,73% em dezembro, ligeiramente acima do consenso dos especialistas.

Embora a inflação tenha gerado surpresas, o indicador não deve alterar as perspectivas para um cenário próximo, reforçando a tendência de elevação da taxa Selic.

Ao mesmo tempo, as questões fiscais também seguem no radar, com a tensão entre o governo e os servidores públicos se acentuando. O ministro da Economia, Paulo Guedes, se manifestou contrário à decisão do presidente Jair Bolsonaro em conceder aumento de salário para qualquer categoria ao longo de 2022.

Lá fora, o dia é positivo para os mercados internacionais, que aguardam por informações sobre o depoimento do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, ao Senado dos EUA. Isto porque, ele vai analisar a atual conjuntura sob a ótica da instituição e deve fornecer detalhes acerca da condução da política monetária.

+ Confira o Glossário do mundo trader e fique por dentro do termos

A seguir, as movimentações do pregão na B3:

Maiores altas do índice geral: Petz (PETZ3), Hapvida (HAPV3), Méliuz (CASH3), Lojas Americanas (LAME4) e CSN (CSNA3).

Maiores quedas do índice geral: BRF (BRFS3), Minerva (BEEF3), Marfrig (MRFG3), B3 (B3SA3) e Banco Pan (BPAN4).

Às 13h29 (horário de Brasília), o Ibovespa subia 1,43% aos 103.398 pontos, registrando um volume financeiro de R$9,682 bilhões.

Dólar declina em dia de correção, mas juros disparam com IPCA

O dólar comercial caía 1,46% contra o real, na cotação de R$ 5,5910 na venda, destoando do exterior, em dia de correção. Nesse sentido, a divisa americana perdia terreno no câmbio local devolvendo parte dos ganhos, sinalizando um movimento mais técnico e pontual.

Acima de tudo, os dados mais fortes de inflação e a antecipação do aumento dos juros nos EUA apenas reforçam a perda de atratividade da moeda brasileira.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Por fim, os contratos de juros futuros seguiam na direção contrária, contabilizando forte adição de prêmio de risco após o IPCA se mostrar persistente na economia local.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Bolsa brasileira avança com impulso externo, apesar do salto no IPCA; dólar cai

Leia também:

BRB e a telecom Americanet se tornam parceiros

Radar do Trader: IPCA no Brasil, chuvas e discurso de powell nos EUA


Sobre o autor