Mercados

Bolsa brasileira avança com alívio na cena externa e suporte das blue chips; dólar cai

Por Fast Trade
15 fevereiro 2022 - 14:01 | Atualizado em 15 fevereiro 2022 - 15:18

A Bolsa brasileira opera em alta nesta terça-feira (15), impulsionada pelo alívio na cena externa e pelo desempenho positivo dos setores bancário e varejista. As blue chips serviam como um importante suporte ao índice geral para fazer frente às perdas registradas por Petrobras (PETR3/PETR4) e Vale (VALE3).

Isto porque, o setor de commodities passava por uma forte correção, depois de contabilizar ganhos sucessivos. Os contratos futuros de petróleo Brent para abril/22 recuavam 3,63%, enquanto o minério de ferro perdeu quase 9% após a China anunciar que pretende regular os preços.

Ao mesmo tempo, os mercados internacionais faziam um pregão de recuperação após a Rússia anunciar a saída de parte de suas tropas que estão na fronteira com a Ucrânia. Desse modo, o gesto foi visto com otimismo, tendo em vista a chegada do chanceler alemão, Olaf Scholz, a Moscou para dar continuidade às negociações.

Por aqui, os resultados corporativos mais fortes do Banco do Brasil (BBAS) renovaram as esperanças quanto à performance do setor em 2022. No quarto trimestre, a instituição teve um lucro líquido ajustado de R$ 5,93 bilhões, o que representa alta de 60,5% em relação ao mesmo período em 2020.

+ Carteira Recomendada de Ações Fevereiro: Baixe agora!

A seguir, as movimentações do pregão na B3:

Maiores altas do índice geral: Locaweb (LWSA3), Azul (AZUL4), Weg (WEGE3), Banco Pan (BPAN4) e Gol (GOLL4).

Maiores quedas do índice geral: CSN (CSNA3), Bradespar (BRAP4), 3R Petroleum (RRRP3), Usiminas (USIM5) e PetroRio (PRIO3).

Às 14h00 (horário de Brasília), o Ibovespa subia 0,63% aos 114.618 pontos, registrando um volume financeiro de R$13,409 bilhões.

Dólar tem pregão de queda seguindo mercado externo

O dólar comercial caía 0,73% contra o real, na cotação de R$ 5,1810 na venda, seguindo o bom humor do cenário internacional. A divisa americana perdeu força reagindo às notícias positivas vindas da Ucrânia, o que isso fez a moeda brasileira apresentar um dos melhores desempenhos dentre as emergentes.

Outro fator que ajudava o dólar a atingir o menor nível dos últimos cinco meses era o diferencial de juros entre o Brasil e os EUA, apesar de haver uma tendência de reversão no curto prazo.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Assim também, por se tratar de ano eleitoral, a previsão é que volatilidade atrapalhe o movimento da moeda brasileira. No entanto, os analistas apontam que a atratividade da taxa de juros nacional é uma das mais altas do mundo, o que, certamente, continuará atraindo muitos investidores.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Bolsa brasileira avança com alívio na cena externa e suporte das blue chips; dólar cai

Leia também:

Alívio nas tensões geopolíticas gera otimismo e Bitcoin avança aos US$ 44 mil

Braskem firma acordo com empresa francesa para projeto de energia térmica renovável


Sobre o autor