Mercados

Bolsa brasileira avança antes do discurso de Powell; dólar tem sessão de queda

Por Fast Trade
14 julho 2021 - 13:13 | Atualizado em 14 julho 2021 - 15:22
véspera de vencimento

A Bolsa brasileira tem uma sessão de leve alta nesta quarta-feira (14), ganhando força antes do discurso do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell.

Segundo relatos da imprensa, o executivo deve reforçar que a instituição ainda está longe de promover alterações em sua política monetária.

Além disso, durante sua sabatina na Câmara dos Representantes, o executivo deve analisar os dados de inflação e fazer previsões sobre os próximos cenários.

Às 15h00 (horário de Brasília) também será divulgado o livro Bege do Fed, que vai informar sobre as diretrizes macroeconômicas.

Nesse sentido, o mercado estendia os ganhos da véspera, com os investidores repercutindo o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), que recuou 0,43% em maio.

+ Relatório Especial: Como investir em Fundos Imobiliários!

Ao contrário das projeções dos economistas que esperavam um crescimento de 1% no período, o indicador mostrou um cenário de desaceleração. Isto porque, o IBC-Br é considerado uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB).

A seguir, as movimentações do pregão na B3:

Maiores altas do índice geral: Banco Inter (BIDI11), JHSF (JHSF3), Locamérica (LCAM3), Braskem (BRKM5) e Rumo (RAIL3).

As maiores quedas do índice geral: Embraer (EMBR3), Natura (NTCO3), Hypera (HYPE3), CSN (CSNA3), Usiminas (USIM5).

Às 13h12 (horário de Brasília), o Ibovespa subia 0,32% aos 128.581 pontos, registrando um volume financeiro de R$11,763 bilhões.

Dólar tem sessão de perdas de olho no cenário externo

O dólar comercial opera em queda de 1,76% contra o real, na cotação de R$5,0860 na venda, de olho no cenário externo. Assim, além da expectativa pelas falas de Powell no Congresso, a reforma tributária continua renovando o apetite ao risco no câmbio local.

Desse modo, as alterações promovidas pelo relator, acima de tudo, deram ânimo aos investidores, porque suavizaram a incidência dos impostos.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Ao mesmo tempo, houve um alívio na carga de tributos das empresas e isso deve estimular a atividade. Por fim, os juros futuros também registravam declínio nas taxas em todos os períodos, acompanhando as movimentações do dólar.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Bolsa brasileira avança antes do discurso de Powell; dólar tem sessão de queda

Leia também:

Governo revisa projeções e estima crescimento de 5,3% no PIB de 2021

Índices globais operam sem direção comum com foco nos balanços e no Fed

Grupo Votorantim ajusta IPO da CBA e levanta R$1,6 bi com a operação


Sobre o autor