Ações

BofA e Citi recomendam ações da Infracommerce apostando no viés de crescimento

Por Fast Trade
26 janeiro 2022 - 16:08 | Atualizado em 26 janeiro 2022 - 17:17

O Bank of America (BofA) e o Citi divulgaram recomendações positivas para as ações da Infracommerce, apostando nos planos de crescimento da empresa de tecnologia. Por atuar em um segmento de comércio eletrônico de baixa penetração, o mercado vê a companhia como bem posicionada para ampliar sua atuação e escalar ganhos.

Pensando nisso, o BofA iniciou a cobertura das ações da Infracommerce (IFCM3), atribuindo a recomendação de “compra”, com preço-alvo a R$ 25. O banco considera um potencial de valorização de 72,2% no ativo, tendo como referência o fechamento de ontem.

+ Calendário do Trader 2022: Baixe agora!

“Nós calculamos uma taxa de crescimento anual composta nas receitas de 75% entre 2020 e 2023, enquanto é negociada a um múltiplo de 4,9 vezes o valor sobre as vendas de 2022, atrativo ante pares internacionais” – disse o analista Fred Mendes.

Além disso, o relatório do banco explicou que a empresa possui três vias de crescimento muito relevantes, que levam à expansão pela chegada de novos clientes, pela abertura de novas verticais e pela presença em diversas regiões.

Apesar disso, Mendes cita que um dos grandes desafios da Infracommerce é enfrentar a competição, principalmente, se os clientes desenvolverem serviços internos semelhantes aos oferecidos pela empresa. Outro aspecto de peso é a elevação das margens das aquisições recentes, que deve levar certo tempo até atingir a total integração ao negócio.

Análise do Citi

O Citi avaliou que a Infracommerce pode oferecer pontos de entrada mais flexíveis, tanto para empresas maiores que já possuem comércio eletrônico estruturado, quanto para as menores. Isto porque, nos últimos dias, a empresa divulgou a nova marca e novas cinco verticais de negócios.

Nesse sentido, a nova configuração está organizada em: infra.digital, infra.shop, infra.data, infra.pay e infra.log. A partir disso, a empresa conseguirá segmentar suas ferramentas para direcionar a melhor infraestrutura aos seus clientes, seguindo a estratégia geral de e-commerce individual.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

“À medida que o comércio eletrônico tornou-se mais estratégico, muitas empresas estão priorizando investir internamente nisso, para melhor controle e ter os serviços divididos em módulos mais adequados às suas necessidades” – afirmaram os analistas Gabriel Gusan, Karina Salva Martins e Roberta Versiani.

Acima de tudo, o banco enfatizou que a modularização dos serviços trouxe mais clareza ao portfólio e tende a facilitar as vendas. Por tudo isso, o Citi manteve a recomendação de “compra” para as ações da Infracommerce, com preço-alvo de R$ 21.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então assine a nossa Newsletter Fast Break e receba as notícias mais relevantes do momento!

BofA e Citi recomendam ações da Infracommerce apostando no viés de crescimento

Leia também:

De olho no minério, Goldman Sachs eleva o preço-alvo de CSN, CSN Mineração e Vale

Reagindo à aquisição da Holding Petix, ações da Petz avançam 12% na B3

Bolsa e dólar avançam com IPCA-15 acima do consenso e decisão do Fed no radar


Sobre o autor