HomeMercados

BC da Inglaterra eleva expectativas de crescimento para 1,5% mas mantém taxa de juros

Por Eloiza Amaral
02 maio 2019 - 12:06

O Banco Central da Inglaterra elevou nesta quinta-feira (2), as estimativas de crescimento da quinta maior economia da Europa de 1,2% para 1,5%.

Manual do Imposto de Renda para Investidores

Embora isso possa representar uma melhora nas perspectivas globais, o perigo do Brexit ainda ronda a região e pode afetar estimativas monetárias. Em tom otimista, o BC afirmou que há poucos riscos de baixa imediatos e espera por uma visão mais clara à frente.

“A trajetória do crescimento do PIB parece ser ligeiramente mais forte do que o previsto anteriormente, mas marginalmente abaixo do potencial”, disse o banco central.

Assim como era esperado pelo mercado, a instituição manteve as taxas de juros estáveis em 0,75%, mas alertou que como há muitas incertezas no cenário, uma política monetária mais apertada será necessária no futuro.

Com as empresas se preparando para o Brexit, fazendo estoques, segundo o BC a economia deve ter crescido provavelmente 0,5%. O bom presságio, no entanto, não seguirá para o trimestre atual, quando a instituição financeira espera um recuo de 0,2%.

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada

A data para a saída do Reino Unido da União Europeia está marcada para 31 de outubro, e isso torna maior o período de incerteza econômica, tornando alguns dados econômicos, como pesquisas de negócios, mais difíceis de interpretar do que o normal.

Para a inflação, que atualmente é de 1,9%, é estimado que ela ultrapasse a meta de 2% em dois ou três anos. O resultado é baseado na precificação do mercado financeiro, que supõe que a taxas de juros do banco central não chegará a 1% até o final de 2021.


Sobre o autor