AçõesHome

Bancos pressionam queda do Ibovespa e dólar dispara fechando a R$3,91

Por Pablo Vinicius Souza
26 novembro 2018 - 18:55

O dia hoje foi de fortes emoções no pregão da B3. A Bolsa brasileira passou a maior parte do dia em alta, refletindo os altos ganhos no cenário internacional e a recuperação nos preços do petróleo. Já no meio da tarde, o índice sofreu o impacto das perdas no setor bancário e deu uma reviravolta, fechando em desvalorização de 0,79%, a 85.546 pontos e um volume financeiro de R$10,699 bilhões.

O dólar comercial fechou na sua quinta alta consecutiva, em um aumento de 2,51%, sendo cotado a R$3,91, seu maior valor desde o início de outubro, em meio ao rali das eleições. Com isso, o real obteve a segunda pior colocação dentre os emergentes, ficando à frente só do peso argentino.

A saída de recursos do Brasil e a instabilidade das commodities são alguns dos motivos que levaram à aceleração da divisa americana. Em acréscimo, podemos citar as incertezas em relação ao novo governo e o seu compromisso com a agenda de reformas, que levou os principais players a buscarem “hedges” no dólar.

Os juros futuros voltaram a acompanhar a performance do câmbio e fecharam com expoente valorização. O DI com vencimento para dezembro de 2019 aumentou 1,45%, no preço de venda a 7,01% (6,91% no ajuste anterior), o DI para dezembro de 2020 subiu 2,42%, com negociação a 8,05% (7,86% no ajuste anterior) e o DI para dezembro de 2021 avançou 3,15%, sendo comercializado a 8,84% (8,56% no ajuste anterior).

Depois de iniciarem o pregão em forte alta, as estatais encerraram com desempenho negativo, em um dia de forte oscilação das blue chips. Petrobras ON aumentou 1,54%, Petrobras PN caiu 0,49%, Eletrobras PNB teve queda de 0,07%, Vale ON perdeu 0,46%, Banco do Brasil ON desabou 1,76%, Embraer ON avançou 1,77%, Cemig PN diminuiu 1,63% e Copasa ON cedeu 1,75%.

Dentre as companhias privadas, o destaque vai para o setor bancário, que liderou as perdas. Santander Brasil (SANB11) declinou 3,58%, Itaú Unibanco (ITUB4) perdeu 1,65% e Bradesco (BBDC4) recuou 1,44%.

Baixe o Infográfico: 5 motivos – Por Que Investir na Bolsa Agora É Um Bom Negócio

Mercado Europeu

As Bolsas de valores da Europa operaram hoje uma das sessões de maior valorização do ano, com destaque para os setores de telecomunicação, financeiro e óleo e gás. O cenário externo positivo, a aprovação do acordo para o Brexit pela União Europeia e a expectativa de que o governo italiano reduza as projeções de déficit orçamentário foram alguns catalisadores que impulsionaram tal desempenho.

O pan-europeu Stoxx 600 teve alta de 1,23%, o Dax, de Frankfurt, aumentou 1,45%, o CAC 40, de Paris, avançou 0,97%, o IBEX 35, de Madri, subiu 1,96%, o BEL 20, de Bruxelas, cresceu 0,98%, o FTSE Mib, de Milão, disparou 2,77% e o FTSE 100, de Londres, valorizou 1,20%.

Baixe o E-book O Guia Completo de Como Ter Sucesso Nas Operações de Day Trade


Sobre o autor