Política

Balanço do governo central, Caged, eleições, depoimento de Queiroz; confira

Por Fast Trade
29 junho 2020 - 09:00 | Atualizado em 29 junho 2020 - 09:51

Os investidores atuam com cautela nesta segunda-feira (29), em dia de agenda econômica importante com a divulgação do balanço do governo central.

Além disso, o mercado monitora o IGP-M referente ao mês de junho, que será divulgado nesta manhã pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Vale destacar ainda o tradicional boletim Focus do Banco Central, que reúne as projeções de diversos analistas do mercado para a economia brasileira.

Além do balanço do governo central, o investidor vai acompanhar ainda os dados da balança comercial e os números da criação de emprego formal (Caged). Em pesquisa Bloomberg, analistas estimaram que o resultado do governo central para o mês de maio deve apresentar um déficit de R$ 132,1 bilhões.

O Tesouro divulga o indicador às 10h30, que será comentado posteriormente pelo secretário Mansueto Almeida, em coletiva de imprensa.

Nos Estados unidos, os futuros de Nova York abriram a sessão com ganhos tímidos, mesmo diante dos novos casos de Covid-19 reportados em alguns Estados. A agenda econômica norte-americana trará os números das vendas de moradia de maio e o Fed de Dallas divulga o índice de atividade das empresas.

Eleições municipais

Após o adiamento das eleições municipais ser aprovado no Senado Federal para os dias 15 (primeiro turno) e 29 (segundo turno) de novembro, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tenta negociar com o centrão uma saída para votar a proposta, segundo reportagem do jornal “Folha de S.Paulo”.

Conforme a reportagem, o acordo, por enquanto, consiste em reforçar os cofres das prefeituras com a recomposição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Com isso, Maia espera vencer a resistência dos prefeitos, que têm feito pressão sobre os deputados do centrão para que as eleições não sejam adiadas.

Depoimento de Queiroz

O ex-assessor do então deputado estadual Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, deve depor hoje sobre o vazamento de informações sigilosas referentes à operação Furna da Onça.


Sobre o autor