Empresas

B3: investidores repercutem resultados de BTG Pactual (BPAC11) e BR Properties (BRPR3)

Por Fast Trade
09 fevereiro 2021 - 11:42 | Atualizado em 09 fevereiro 2021 - 13:45

O pregão será marcado por uma série de balanços corporativos que vão repercutir na B3, conforme você confere na agenda divulgada no portal Fast Trade.

Veja aqui os resultados de BR Properties (BRPR3), divulgados após o pregão da véspera (8), mas também do BTG Pactual (BPAC11).

+ Guia do Investidor Iniciante: acesse o material gratuito.

BTG Pactual reporta lucro ajustado de R$ 4,05 bilhões em 2020; resultado vai repercutir na B3

O BTG Pactual (BPAC11) registrou um lucro líquido ajustado de R$ 1,258 bilhão no quarto trimestre de 2020. De acordo com o banco de investimento, o montante representa um avanço de 24,5% frente ao mesmo período de 2019.

Como resultado, o lucro líquido ajustado do banco especializado em capital de investimento e capital de risco somou R$ 4,05 bilhões em 2020. Assim sendo, o montante cresceu 5,6% na comparação com o ano completo imediatamente anterior.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader: baixe gratuitamente!

Ao mesmo tempo, o retorno ajustado anualizado (ROAE) fechou o quarto trimestre do ano passado em 19,1% e 16,9% em 2020. Do mesmo modo, o lucro contábil do BTG Pactual cresceu 4,24% na passagem do último trimestre de 2019 para o 4T20.

Assim, o banco apurou um lucro contábil de R$ 1,229 bilhão no quarto trimestre, saldo que elevou o total de 2020 para R$ 3,976 bilhões. O resultado é 3,8% maior que o apurado no ano anterior. A expectativa é que os números repercutam no pregão de hoje na B3.

Outro destaque apontado pelo banco de investimento é o fato de que suas receitas totais cresceram 13,6% no quarto trimestre, para R$ 2,825 bilhões. Desse modo, o aumento em 2020 chegou a 11,6%, para R$ 9,304 bilhões.

Por fim, confira as demonstrações financeiras 4T20 do BTG Pactual – Consolidado.

BR Properties registrou queda de 61% no lucro líquido do 4º trimestre

Também vai repercutir na B3 o resultado da BR Properties (BRPR3), que às 10h03 declinava 0,54%, a R$ 9,19.

Considerada uma das principais empresas de investimento em imóveis comerciais de renda do Brasil, o lucro líquido da BR Properties despencou 61% na passagem do quarto trimestre de 2019 para o quarto trimestre de 2020, para R$ 155,7 milhões.

Assim também, a receita líquida da Companhia contraiu 5% na mesma base de comparação, para R$ 83,5 milhões. Mesmo assim, a receita líquida da empresa somou R$313,6 milhões em 2020, alta de 11% quando comparado a 2019.

Ademais, a despesa financeira líquida ajustada em 2020 foi de R$35,5 milhões, ou seja, -83% em relação ao ano anterior. Nesse sentido, a BR Properties destacou a expressiva redução do custo médio de sua dívida, fato que trouxe relevante queda no custo nominal da dívida, sobretudo se levado em consideração a redução da taxa Selic que, em 2020, caiu para sua mínima histórica.

+ Derivativos – O guia definitivo para começar a investir: confira!

Já ao final de dezembro, a empresa acumulava uma dívida líquida de R$ 1,046 milhões e posição de caixa de R$ 1,225 milhões.

Outro dado destaque da Companhia foi o lucro líquido no acumulado de 2020 (R$ 206,3 milhões), que contraiu 34% frente ao ano anterior.

Por sua vez, o lucro líquido ajustado (FFO) da Companhia somou R$ 189,4 milhões, saldo que corresponde a uma expansão de 234%. Conforme apontado pela empresa, o resultado desconsidera os efeitos não caixa e não recorrentes do trimestre.

O saldo também foi apurado mesmo diante das consequências decorrentes da pandemia de covid-19.

No ano, o indicador atingiu o maior nível já registrado desde a criação da Companhia, 60%, principalmente por causa da gestão de passivos e reciclagem do portfólio.

Veja mais detalhes dos resultados referente ao 4T20 e 2020 da BR Properties, listada na B3.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade.


Sobre o autor