Economia

Autonomia do Banco Central pode ser pautada na Câmara

Por Bruna Santos
21 maio 2020 - 09:07 | Atualizado em 21 maio 2020 - 09:32

Nas últimas semanas, o projeto de lei que define a autonomia do Banco Central voltou a ser citado por líderes de partidos. Do mesmo modo, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) prevê que o projeto seja discutido como uma das prioridades da Casa.

Nesse sentido, o presidente da autarquia, Roberto Campos Neto, garantiu que o projeto está pronto para ser votado. De acordo com o Estadão, ele afirmou ainda que a instituição não está atrasando nenhum projeto em função da pandemia.

“Seguimos com o projeto de open banking dentro do previsto. Não está nada atrasado.”, disse ele.

Na semana passada, o governo apresentou uma lista de pautas prioritárias para serem votadas na Câmara até meados de junho, segundo a Folha de S. Paulo. De acordo com a publicação, a proposta de autonomia do Banco Central integrava as prioridades previstas.

Antes da pandemia alcançar o Brasil, a previsão era que a autonomia do Banco Central, sob proposta 112/19, fosse votada na Câmara após o Carnaval.

Além disso, o Planalto listou como prioridade outras seis propostas, entre projetos de leis e emendas constitucionais. Assim também, outras 14 medidas provisórias, que vencem até agosto, devem ser pautadas.

Diante do novo cenário, a Câmara tem priorizado votações dedicadas ao combate dos efeitos econômicos provocados pela pandemia da Covid-19.

Leia também:

Bolsonaro debate economia com governadores e mais destaques do dia

Dólar pode chegar a R$6,20 no curto prazo, diz Credit Suisse

Ibovespa fecha em alta de olho na reabertura das economias

Dólar fecha a R$5,68 com exterior, apesar da ata do Fed

Governo vai ‘comprar um pedaço’ das aéreas, ‘vender’ e ainda ‘ganhar dinheiro’, diz Guedes

FEDFR: Recuperação nos EUA depende da descoberta de vacina contra a Covid-19, diz Powell

Equipe econômica já planeja retomada da economia

Trump não descarta restringir voos do Brasil


Sobre o autor