Economia

Atividade industrial do Brasil em janeiro ao menor patamar em sete meses

Por Fast Trade
02 fevereiro 2021 - 08:30 | Atualizado em 02 fevereiro 2021 - 10:53
Atividade industrial nos EUA registra nível mais baixo em quase dez anos

O crescimento da atividade industrial do Brasil perdeu força em janeiro, conforme mostrou o Índice Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) da Markit.

Impactada pelo menor crescimento de novas encomendas e produção, o PMI da IHS Markit contraiu de 61,5 (dezembro) para 56,5 em janeiro.

+ Derivativos – O guia definitivo para começar a investir: confira!

Embora o resultado permaneça acima da marca de 50, indicando crescimento, essa foi a leitura mais baixa desde junho de 2020.

De acordo com IHS Markit “evidências sugerem que o crescimento foi contido por restrições à capacidade, escassez de matéria-prima e a crise da covid-19”.

Esse PMI mede a atividade industrial brasileira junto a mais de 400 empresas a partir de dados de encomendas, produção, vendas internas/externas, emprego e custos.

Nesse sentido, a categoria de novos pedidos, responsável pelo maior peso no PMI, continuou no terreno da expansão.

Por outro lado, “as empresas indicaram crescimento mais fraco nas vendas nos últimos meses”, segundo a Markit.

Por sua vez, o índice de novos pedidos para exportação ficou estagnado na passagem de dezembro para janeiro.

Anteriormente, a categoria havia apurado quatro meses de expansão. Em janeiro de 2021, contudo, o segmento de bens de produção foi o único que cresceu.

Ademais, os estoques de compras diminuíram no mês passado, e os prazos médios de entrega subiram em ritmo inédito desde antes de agosto de 2020. Assim também, houve criação de empregos, mas ao menor ritmo em sete meses.

+ Guia do Investidor Iniciante: acesse o material gratuito.

Desaceleração da atividade industrial preocupa

Para Pollyanna de Lima, diretora associada de Economia da IHS Markit, o fato de a atividade industrial ter pedido ritmo novamente é preocupante. “As empresas tinham insumos insuficientes para elevar a produção conforme desejado”, afirmou a economista.

+ Dólar e Mini dólar – Desvendando este mercado: baixe agora!

Ela também destacou o forte aumento dos custos de matérias-primas das empresas, que estão repassando apenas parcialmente esse aumento para os preços finais.

Em contrapartida, a IHS Markit concluiu que os fabricantes brasileiros ainda mantêm “uma visão otimista de que a produção expandirá nos próximos 12 meses”.

O otimismo está relacionado com o início da campanha de vacinação contra o novo coronavírus no Brasil, mas também devido aos novos produtos e marketing.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader: baixe gratuitamente!

Antes de mais nada, leia também:


Sobre o autor