Economia

Após a divulgação do IPCA-15, mercado reajusta projeções para a Selic

Por Fast Trade
26 agosto 2021 - 06:19 | Atualizado em 26 agosto 2021 - 06:51
Selic

Após a divulgação do IPCA-15 na quarta-feira (25), a revista Valor realizou uma pesquisa com 61 economistas para saber como ficaram as estimativas para a taxa de juros. Dessa forma, a mediana das projeções para a Selic no final deste ano ficou em 7,75%. Já para o final do próximo ano, a mediana é de 8%.

Marcos Ross, economista-chefe do Haitong, aponta para a agressividade deste ciclo da Selic. Isso porque saímos do nível de 2% e as previsões do economista apontam para um final de ciclo de 7,75%.

+ O que ninguém te conta sobre os investimentos em ações

Ainda de acordo com ele, a justificativa é a forte pressão inflacionária em diversas frentes e que, portanto, não dão trégua ao mercado.

Além disso, a Haitong acredita que as preocupações com o nível de emprego e produto diminuirão o ponto máximo da Selic no fim do ciclo. “Tanto o hiato do produto quanto o mercado de trabalho estão muito abertos ainda. Entendemos que os juros terão de ir para 7,75% para haver uma convergência parcial da inflação para algo um pouco acima da meta”, disse Ross.

Outras opiniões

A revista Valor coletou outras projeções da Selic no mercado. Nesse sentido, os economistas, em sua maioria, apontaram para a crise hídrica e a pressão inflacionária resultante. Sendo assim, muitas casas de análise tiveram alta nas expectativas dos juros para o final deste ano e do próximo.

Em relação à inflação, a mediana das projeções para 2022 ficou em 3,99%. A Pezco, todavia, foi mais agressiva e projetou um IPCA em 2022 de 4,70%.

“Tivemos uma frustração na expectativa de fortalecimento do real. De junho para cá, o dólar se estabilizou entre R$5,20 e R$5,30 e existem elementos que ganharam mais relevância no curto prazo e que dão força à expectativa de que talvez não aconteça uma apreciação do real com tanta facilidade”, afirmou Helcio Takeda, economista da Pezco.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Já em relação à política fiscal, Takeda disse que existirá pressão sobre a demanda, devido à expansão de programas sociais como o Bolsa Família. Além disso, “existe uma poupança precaucional que ainda não foi direcionada para bens e serviços. Uma Selic maior pode ser necessária para conter essa demanda que deve aparecer”.

A Franklin Templeton tem uma das projeções mais extremas. O IPCA terminaria 2022 em 5% e a Selic atingiria 8,5% já no final de 2021. “Parece claro que a alta dos preços de energia elétrica não é transitória, mas tem alguma persistência, que já dá seus sinais”, afirma Renato Pascon, diretor da Franklin Templeton.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Após a divulgação do IPCA-15, mercado reajusta projeções para a Selic

Leia também:

Ibovespa sofre com a volatilidade, mas avança seguindo o desempenho de NY

Dólar cai a R$5,21 com bom humor externo e perspectivas sobre a Selic

Petrobras se aproxima da meta de redução da dívida bruta para US$60 bilhões


Sobre o autor