EconomiaHome

Analistas diminuem estimativas de crescimento do PIB para 1,23% em 2019

Por Eloiza Amaral
27 maio 2019 - 10:29
Pela 12ª semana consecutiva mercado reduz estimativas de crescimento econômico em 2019

Através do relatório Focus divulgado nesta segunda feira (27), pelo Bancos Central, economistas reduziram as expectativas de crescimento da economia em 2019 de 1,24% para 1,23%. Esta é a 13ª semana consecutiva que o mercado diminui as projeções.

O relatório Focus é resultado de um levantamento feito com 100 instituições financeiras e mede a soma de todos os bens e serviços produzidos num país, o PIB, que é utilizado para mensurar a expansão econômica.

O cenário começou a mudar no início de março, após a divulgação do resultado de 2018, com avanço de apenas 1,1% na economia. As estimativas, então, foram reduzidas para 2,28%, ante 2,53%, e desde então os números vem caindo semanalmente.

Tanto para 2020 quanto para 2021 e 2022 as estimativas de expansão continuam a mesma, de 2,5%.

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada

Inflação

Os economistas mantiveram as estimativas para o IPCA em 4,07%.  Para 2019 a meta central fixada é de 4,25% e será oficialmente cumprida se o indicador variar entre 1,5% para mais ou para menos.

A meta para 2020 se manteve em 4%, com estimativa também de 4%.

A meta de inflação é definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e, para alcançá-la, o Banco Central eleva ou reduz a taxa básica de juros da economia (Selic).

Taxa Selic

Para 2019, as estimativas para a Selic se mantiveram em 6,5%. No entanto, o mercado reduziu as expectativas para o índice em 2020 de 7,5% para 7,25%, o que faz analistas acreditaram que mesmo que pequeno haverá um aumento nos juros no ano que vem.


Sobre o autor