HomePolítica

Ampliação de cota para compras em free shops pode injetar R$ 180 milhões na economia

Por Bruna Santos
19 julho 2019 - 10:16
recuperação econômica; ministério da economia

Os ministérios da Economia e Infraestrutura querem a ampliação de cota para compras em free shops, segundo o Valor Econômico.

Se confirmada, a medida tem potencial para gerar uma economia de R$ 180 milhões por ano.

Conforme publicação, as pastas concordaram com um novo limite de compras que saiu dos US$ 500 para US$ 1 mil.

Assim sendo, o valor, congelado desde 1991, passará a ser atualizado com base na inflação dos Estados Unidos.

A ampliação da cota já estava sendo estudada em 2018.

Ademais, o governo espera diversificar os produtos vendidos nas lojas de terminais (embarque e desembarque) com aparelhos eletrônicos e celulares.

Desse modo, além da economia mencionada anteriormente, projeta-se uma redução na quantidade de consumidores que compram equipamentos eletrônicos no exterior e não declaram seus respectivos valores quanto retornam ao Brasil.

Para um executivo de operadora privada de aeroportos, os free shops representam a maior fatia das receitas comerciais em terminais.

Caso a ampliação seja confirmada, as operadoras passam a faturar mais, já que recebem uma remuneração variável das lojas francas.

Prestes a entrar em vigor, essa modificação ainda depende da avaliação de detalhes operacionais por parte da Receita Federal.


Sobre o autor