EmpresasHome

América Móvil sinaliza interesse nos ativos da Oi

Por Pablo Vinicius Souza
13 fevereiro 2020 - 19:43

A América Móvil, controladora do Claro, sinalizou interesse em adquirir alguns ativos que a Oi pretende alienar, sobretudo, o segmento de rede móvel.

Durante uma teleconferência, o presidente da companhia mexicana, Daniel Hajj, disse que o conglomerado está “por dentro do processo” de aquisição dos ativos da concorrente, se mostrando aberto às negociações.

“Estamos abertos a analisar os ativos da Oi. Isso envolve a análise de dados e claro estamos interessados em checar e estar no processo de venda” – explicou o executivo.

Ele não mencionou se o objetivo da companhia será realizar a aquisição sozinha ou em conjunto com outros players, tendo em vista a abrangência das operações da Oi no Brasil.

Oferecendo a maior cobertura em fibra ótica e infraestrutura do país, a empresa brasileira foi uma das primeiras concessionárias de serviços de telecomunicações.

Por outro lado, a América Móvil possui presença forte, tanto no exterior quanto no mercado interno, registrando um crescimento de 63% no lucro do quarto trimestre, no total de 21,2 bilhões de pesos mexicanos.

Embora receita líquida tenha ficado praticamente estável devido à variação cambial, a receita com serviços aumentou 3%, sendo que, no segmento móvel, o salto foi de 5,7%.

O lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) subiu cerca de 14% em 2019, para 81,7 bilhões de pesos mexicanos e a empresa encerrou o ano com 278 milhões de assinantes em sua base.

Seu maior desafio no momento é integrar a Nextel à Claro, sua compra mais recente e que promete adicionar valor ao mix de produtos e serviços, para se tornar a segunda maior operadora de telefonia do país.

Segundo analistas da BTG Pactual, a receita da América Móvil no Brasil está subindo exponencialmente, ajudado pela expansão do segmento de telefonia móvel.


Sobre o autor