Ações

Ajuste de baixa nas ações da B3 sinaliza preocupações com a concorrência

Por Fast Trade
09 junho 2021 - 16:59 | Atualizado em 09 junho 2021 - 18:20
ações da B3; B3SA3

Nos últimos dias, as ações da B3 (B3SA3) passaram por um intenso ajuste de baixa sinalizando preocupações com a entrada de concorrentes no mercado.

Em meio a especulações sobre o fim de seu reinado monopolista, uma onda de sell-off se abateu sobre o ativo, precificando essa nova situação.

Na véspera, os papéis da companhia caíram 5,55% reagindo à notícia de que a empresa de tesouraria digital Mark 2 Market (M2M) obteve licença da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para atuar como Central Depositária de Recebíveis do Agronegócio.

Com isso, ela passará a concorrer diretamente com a B3 neste segmento.

Desvendando o swing trade: Tudo o que você precisa saber!

No ano passado, a M2M já havia recebido a autorização, contudo, ainda aguardava a palavra final do colegiado. Agora, após a autorização, é provável que a empresa inicie o serviço no início do segundo semestre.

Vale lembrar que a M2M nasceu em 2010 e, atualmente, administra cerca de R$310 bilhões através de suas plataformas. Acima de tudo, os ativos sob sua gestão se compõem de dívidas, aplicações, recursos de securitizadora, derivativos, dentre outros.

Como principais clientes, a empresa possui Burger King (BKBR3), EcoAgro, Natura (NTCO3), CCR (CCRO3) e alpargatas (ALPA4).

Avaliação do mercado sobre a B3

De acordo com os analistas do Bradesco BBI, Otavio Tanganelli, Gustavo Schroden e Lucca Brendim, o mercado está projetando nos preços da B3 o mesmo múltiplo aplicado em meados de 2019.

Neste período, o volume médio diário de transações girava entre R$15 e R$16 bilhões, enquanto, atualmente, as negociações somam de R$30 bilhões a R$35 bilhões. Este comparativo significa uma perda de participação superior a 40%.

“Não acreditamos que a recente queda seja justificada, especialmente, porque a dinâmica dos volumes continua muito forte ao longo do segundo trimestre” – explicaram os analistas.

Guia de A a Z de como se tornar um trader

Apesar do ajuste de baixa, a equipe do Bradesco BBI continua com uma perspectiva positiva para a companhia, estimando um múltiplo de 17 vezes o preço sobre o lucro projetado para o ano que vem.

Ainda assim, o ativo implicará em um desconto de 30% em relação aos demais pares globais, o que pode ser considerado como excessivo.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Ajuste de baixa nas ações da B3 sinaliza preocupações com a concorrência

Leia também:

Aumento dos lançamentos e vendas de imóveis aquece o mercado no 1º tri

Petrobras obtém o aval do Cade para a venda da refinaria Landulpho Alves

Bolsa brasileira vira para alta após oscilar na abertura com IPCA; dólar ganha força


Sobre o autor