Economia

Agenda de Indicadores: Confiança do Consumidor e IPC-S

Por Fast Trade
25 janeiro 2022 - 11:09 | Atualizado em 25 janeiro 2022 - 12:14
IPCA-15 superar consenso

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) marcou 74,1 pontos em janeiro, ou seja, uma queda de 1,4 ponto em relação ao mês anterior. Em relação às médias móveis trimestrais, houve retração de 0,7 ponto, para 74,8 pontos. Os dados são do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre).

O Índice de Situação Atual (ISA), que compõe o ICC, teve alta de 0,5 ponto em janeiro, para 66,1 pontos. Por outro lado, o Índice de Expectativas (IE), outro componente da confiança do consumidor, teve queda de 2,7 pontos, para 80,7. Dessa maneira fica claro que a queda no indicador foi puxada pela expectativa ruim em relação ao futuro.

“A piora das expectativas com relação à situação econômica geral e às finanças familiares, no entanto, sugerem que a relativa satisfação com a situação corrente em janeiro pode ser temporária”, disse Viviane Seda Bittencourt, coordenadora das sondagens.

+ Índice e Mini Índice: Desvendando os contratos futuros

Além disso, o destaque negativo ficou com indicador que mede a expectativa em relação à situação econômica nos próximos meses, subíndice integrante do IE. Ele teve queda de 4,5 pontos, para 99,6.

Por fim, os consumidores de menor poder aquisitivo (até R$ 4.800) mostraram mais otimismo e confiança. Porém, os consumidores de maior poder aquisitivo (sobretudo os com renda acima de R$ 9.600) demonstraram pessimismo com recuo do ICC em 3,6 pontos.

Inflação pelo IPC-S

De acordo com o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV Ibre), houve aceleração da inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) para 0,44% na terceira medição de janeiro.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Em quatro das sete capitais pesquisadas, o nível de preços aumentou em relação à última medição. São elas: Salvador (0,58% para 0,65%), Brasília (0,02% para 0,19%), Rio de Janeiro (0,30% para 0,53%) e São Paulo (0,52% para 0,72%). Contudo, o recuo dos preços ocorreu em Belo Horizonte (0,65% para 0,63%), Recife (0,34% para 0,31%) e Porto Alegre (0,41% para -0,15%).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Agenda de Indicadores: Confiança do Consumidor e IPC-S

Leia também:

Consumo de aço no Brasil tem alta de 23,2% em 2021; em dezembro indicador teve queda


Sobre o autor