HomePolítica

Agência Internacional de Energia acredita que terá um superávit de petróleo em 2019 mesmo com cortes

Por Eloiza Amaral
13 fevereiro 2019 - 14:21
Petróleo

De acordo com relatório da Agência Internacional de Energia (IEA na sigla em inglês), o mercado mundial terá dificuldade em organizar o crescimento da oferta de petróleo de países que estão fora da Opep, mesmo com sanções impostas pelos Estados Unidos à Venezuela e ao Irã.

Baixe o e-book: Desvendando o swing trade: tudo o que você precisa saber!

Em relação ao que foi publicado em janeiro a IEA manteve suas perspectivas inalteradas em 1,4 milhão de barris por dia (bpd), no entanto, aumentou a estimativa de crescimento da oferta de petróleo bruto de fora da Opep para 1,8 milhão de bpd em 2019, ante 1,6 milhão bpd previstos anteriormente.

Baixe o E-book O Guia Completo de Como Ter Sucesso Nas Operações de Day Trade

Na nota, a agência disse que “(Esse crescimento) é apoiado por preços mais baixos e pelo início de projetos petroquímicos na China e nos Estados Unidos. O crescimento econômico em desaceleração limitará, no entanto, qualquer potencial de alta’’.

Baixe o Infográfico: 5 motivos – Por Que Investir na Bolsa Agora É Um Bom Negócio

Em relatório mensal, a Opep anunciou ontem que reduziu sua demanda de petróleo em 2019 para cerca de 800 mil bpd, afim de evitar um superávit, devido à desaceleração das economias e as expectativas de crescimento rápido da oferta.

Relatório gratuito – Banco do Brasil: O gigante acordou

Com essa medida, a agência reduziu sua previsão de demanda por petróleo bruto, e passou a estimá-la em 30,7 milhões de bpd este ano, abaixo da estimativa de janeiro de 31,6 milhões de bpd.

Leia também: Opep reduz demanda da produção de petróleo mundial este ano


Sobre o autor