Empresas

Ações do Magazine Luiza (MGLU3) rompem os R$ 100 na véspera de desdobramento

Por Fast Trade
13 outubro 2020 - 16:00 | Atualizado em 13 outubro 2020 - 17:42
Ações e acionistas do Magazine Luiza

O preço das ações do Magazine Luiza (MGLU3) romperam o patamar de R$ 100 no Ibovespa, principal índice da B3, nesta terça-feira (13).

Às 15h43, os papéis eram negociados a R$ 103,72 (+5,67%), refletindo o desdobramento das ações que deixará o valor das cotas mais acessível para os investidores.

Popular na Bolsa, a gigante varejista cresceu de forma expressiva nos últimos 3 anos e passou a ter valor de mercado de R$ 164,9 bilhões. Para se ter uma ideia da popularidade do Magazine Luiza, suas ações eram negociadas a R$ 40,42 há 12 meses. Há 3 anos, R$ 8,93.

Em 2020, ação MGLU3 começou cotada a R$ 49,33 para hoje até o fechamento desta notícia ser cotada a mais de R$ 100. Já a sua receita líquida chegou a R$ 5,5 bilhões, avanço de 29,3% na comparação com o 2º trimestre de 2019.

Do mesmo modo, as vendas do Magazine Luiza dispararam 49,1% na mesma base de comparação, totalizando R$ 8,56 bilhões.

Baixe gratuitamente: Guia do Investidor iniciante

Desdobramento de ações do Magazine Luiza

As ações do Magazine Luiza passarão a ser negociadas ex-desdobramento a partir amanhã, 14 de outubro, o que explica a forte alta no pregão. Isso mostra que o elevado nível será mantido por pouco tempo, uma vez que os papéis serão negociados na proporção de 1 para 4.

Essa operação proposta por Magalu tem como propósito aumentar a liquidez das ações ordinárias de emissão da Companhia no mercado, deixando o preço mais acessível.

Ao considerarmos o preço das ações às 15h43, de R$ 103,72 (+5,67%), os papéis passarão a ser negociados em torno de R$ 25,93 cada. Esses papéis resultantes serão creditados aos acionistas da companhia na sexta-feira, em 16 de outubro, conforme anunciado antecipadamente pelo Magalu.

Baixe agora: Tudo o que você precisa saber para fazer uma análise técnica de ações e futuros

Varejo

Assim como o Magazine Luiza, o setor varejista de comércio eletrônico subia por volta das 15h30, com B2W Digital, BTOW3, (+5,91%) a R$ 94,29, a Via Varejo, VVAR3, (+2,49%) a R$ 19,38 e Lojas Americanas, LAME4, (+2,02%) a R$ 27,25, na esteira da expectativa do mercado com o “Amazon Prime Day”, dois dias de promoção da gigante Amazon, novidade no Brasil.

Para o analista da Guide Investimentos, Henrique Esteter, os números do varejo divulgados na semana passada também injetaram fôlego nos mercados. As vendas no varejo restrito, por exemplo, avançaram 3,4% na passagem de julho para agosto, mas “não refletiram imediatamente”, segundo ele.

Baixa gratuitamente o relatório especial sobre os Fundos Imobiliários

Por fim, quer ficar informado de tudo o que acontece no mercado financeiro? Participe canal Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade. É gratuito!

Últimas notícias:

Ibovespa opera volátil sob influência do cenário externo

Dólar opera em alta com cautela externa na volta do feriado

INDFUT: Na véspera do vencimento de opções, Ibovespa futuro sobe com ajuste e EUA

Juros futuros caem com decisão do Tesouro-BC, Maia


Sobre o autor