Empresas

Ações bancárias disparam após anúncio do Banco Central sobre dividendos; confira

Por Bruna Santos
07 abril 2020 - 08:04 | Atualizado em 07 abril 2020 - 08:04
ações bancárias

As ações bancárias contrapuseram as perdas das companhias Localiza (RENT3), IRB Brasil (IRBR3), B2W Digital (BTOW3), Intermédica (GNDI3) e BRF (BRFS3) na B3 e saltaram, puxadas pelas novas medidas econômicas anunciadas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) com o propósito de prover mais liquidez para o sistema financeiro.

Assim sendo, o banco Bradesco (BBDC4) avançou 9,47%, a R$ 21,03 e Itaú Unibanco (ITUB4) 7,36%, a R$ 22,18.

Outras ações bancárias que avançaram com a notícia foram as do Banco do Brasil (BBAS3), com valorização de 9,25%, a R$ 27,86, e do Santander (SANB11), +10,81%, a R$ 26,44.

À Reuters, o Bradesco BBI e o Itaú BBA afirmaram que a decisão está alinhada com medidas na mesma direção do Banco Central Europeu e do Banco da Inglaterra.

Leia mais sobre o assunto: CMN proíbe aos bancos pagar dividendos acima do exigido por lei

E por falar em dividendos, conselho de administração da Light decidiu alocar o dividendo mínimo obrigatório em reserva especial, a fim de preservar liquidez.

Acompanhe no portal outros destaques além das ações bancárias:

Rating e PIB brasileiro, PIB chinês: acompanhe os destaques econômicos

Projeção para o Ibovespa em 2020 cai para 76 mil pontos de acordo com o Bank of America


Sobre o autor