Política

A reforma tributária continuará avançando no Congresso, disse Guedes

Por Fast Trade
30 julho 2021 - 15:44 | Atualizado em 30 julho 2021 - 16:24
pauta de reformas
Paulo Guedes, economista.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a reforma tributária continuará avançando no Congresso graças à ajuda do deputado Arthur Lira (PP).

De acordo com o ministro, o presidente da Câmara está alinhado com os objetivos do governo e terá papel fundamental na construção de uma reforma mais equilibrada.

Nesse sentido, o líder da equipe econômica lembrou que, em poucos meses, o governo conseguiu aprovar projetos importantes como a independência do Banco Central, a Lei do Saneamento e a privatização dos Correios.

+ Guia completo para investimento em renda fixa

“A agenda anda rapidamente quando há apoio parlamentar” – explicou Guedes, acrescentando que a atual pauta é a vacinação em massa contra o Covid-19 e as reformas.

Assim também, o ministro destacou que o objetivo principal da reforma tributária é reduzir os impostos que incidem sobre as empresas e os trabalhadores assalariados. Isto porque, segundo Guedes, a carga tributária do país só aumentou nos últimos 40 anos e não houve retorno para a população.

“São as empresas que geram empregos e fazem os investimentos e há 40 anos os impostos sobre elas crescem. O Brasil foi uma economia dinâmica por 30 anos, mas perdemos este dinamismo por tributar cada vez mais as empresas e o contribuinte” – explicou o ministro.

A tributação brasileira é uma máquina de desigualdade

Na visão de Guedes, o sistema de tributação brasileiro é uma máquina de desigualdade que tributa muito e tributa mal. No entanto, agora, com a reforma, o sistema será eficiente, tributando menos e melhor.

Além disso, o ministro enfatizou que o governo vai isentar 15 milhões de brasileiros que estão em situação de fragilidade financeira e vai reduzir a alíquota média custeada pela pessoa física.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Em contrapartida, Guedes assegurou que haverá impostos sobre lucros e dividendos, alegando que é justo estabelecer um aumento de impostos para os donos do capital. “Ano passado foram R$380 bilhões em dividendos não tributados” – comentou o ministro.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

A reforma tributária continuará avançando no Congresso, disse Guedes

Leia também:

XP inicia a cobertura das ações da Boa Safra Sementes com preço-alvo de R$18

Bolsa brasileira cai 1,6% com Pnad no Brasil e PCE nos EUA; dólar dispara

Desemprego atinge 14,6% no trimestre encerrado em maio, segundo a Pnad


Sobre o autor