Economia

“A infraestrutura será uma alavanca para o progresso do Brasil”

Por Fast Trade
04 setembro 2020 - 07:30 | Atualizado em 04 setembro 2020 - 09:58

De acordo com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, “a infraestrutura será, sem dúvida, uma alavanca importante para o desenvolvimento do país”.

Tarcísio participou ontem (3) da webinar “Indústria em Debate”, evento promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em parceria com o grupo Globo.

Na ocasião, o ministro debateu a importância dos investimentos em infraestrutura para a retomada do crescimento econômico no Brasil pós-pandemia, como os investimentos em ferrovias.

Baixa gratuitamente o relatório especial sobre os Fundos Imobiliários

De acordo com a pasta, Freitas apresentou um panorama sobre o programa de concessões que o Governo Federal vem desenvolvendo para o Brasil. Além disso, ele destacou os principais efeitos desses investimentos na economia nacional, mas também no aumento da produtividade.

Integrantes do debate questionaram o ministro sobre as ações que vêm sendo feitas para atrair investimentos para os projetos, sobretudo para o investidor estrangeiro.

Leia também: Minfra passa mensagem de confiança para investidores estrangeiros

Nesse contexto, ele afirmou que o alto número de projetos no portfólio do programa atrelado a uma modernização dos marcos legais, bem como a economia criativa na implementação de recursos têm feito a diferença nas mesas de negociação.

“Temos total capacidade para atrair investidores por conta do nosso respeito aos contratos e da adoção de critérios modernos na modelagem dos mesmos, como o compartilhamento de riscos na hora de investir”, declarou.

Infraestrutura prevê investimentos privados em ferrovias

Em reportagem, a Agência Brasil noticiou que o governo tem como meta atrair mais de R$ 40 bilhões de investimentos privados no sistema ferroviário brasileiro. “O que está sendo plantado agora vai fazer com que a participação do modo ferroviário na matriz dobre nos próximos oito anos”, disse o ministro.

Desse modo, o governo prevê o equilíbrio na matriz brasileira de transportes, o que já havia sido apresentado por Tarcísio em meados de julho. “Isso vai criar competição entre os operadores e vai ter repercussão imediata no frete”, completou.

A renovação de concessão de duas estradas de ferro administradas pela Vale, a Estrada de Ferro Vitória a Minas e a Estrada de Ferro Carajás foram citados como exemplos, já que se tratam de projetos que vão permitir o investimento privado de R$ 17 bilhões na malha ferroviária.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Além disso, entidades ambientais internacionais estão assessorando na elaboração de projetos para que já “nasçam com o selo verde”, em prol de projetos sustentáveis “para ter acesso a mais uma forma de funding (financiamento)”. “A gente sabe que os fluxos financeiros vão estar atrelados aos padrões ambientais”, declarou.

Leia também: Ministro da Infraestrutura fala em vender 43 aeroportos em 2021

E se você quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mercado financeiro, basta participar do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade. É gratuíto!


Sobre o autor