EconomiaHome

‘A festa é boa, mas a festa é nossa’; Brasil engata 4º mês seguido de fluxo cambial negativo

Por Bruna Santos
05 dezembro 2019 - 12:01
Ibovespa futuro tem leve alta

O fluxo cambial negativo se intensificou na última semana do mês de novembro, num período marcado pela disparada do dólar.

Assim, pelo quarto mês consecutivo de saldo negativo, o Brasil registra a saída US$ 5,691 bilhões no mês.

Entre 25 e 29 de novembro, o saldo das operações de câmbio contratado no Brasil negativou em US$ 4,531 bilhões.

É o pior resultado para uma semana desde a debandada de US$ 8,629 bilhões registrada na última semana de junho.

Em 2019, o fluxo cambial negativo chega a US$ 27,156 bilhões. No mesmo período de 2018, o resultado era positivo em US$ 11,761 bilhões.

Em novembro do ano passado, o saldo de câmbio contratado no Brasil fora deficitário em US$ 6,614 bilhões.

Em um acumulado de 12 meses, o déficit chegou a US$ 39,913 bilhões, um dos piores da série histórica (desde 1982), ficando pouco abaixo do rombo de US$ 40,836 bilhões, registrado em 12 meses até o mês de outubro.

Para o presidente do conselho do Credit Suisse e ex-presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, o cenário é de incerteza global.

Ele previu que dificilmente teremos um grande fluxo de capital para o mercado, “a festa é muito boa, mas a festa é nossa. O investidor estrangeiro não virá”.


Sobre o autor