Blog

Investidor Arrojado

O que é índice de rentabilidade e como calcular nos investimentos?

Por Bruno Zago
26 maio 2021 - 15:09
índice de rentabilidade

O índice de rentabilidade é uma das principais ferramentas utilizadas por investidores para encontrar boas oportunidades de investimento. É possível saber, por meio desses cálculos, quais empresas prezam pela saúde financeira, têm maiores ganhos e entregam bons resultados.

Ao entender o que exatamente são esses índices, como funcionam e seus cálculos, você conseguirá saber quais ativos são mais adequados para seus objetivos. Despertamos seu interesse? Leia este conteúdo para se aprofundar no assunto!

O que é e para que serve um índice de rentabilidade?

Um indicador de rentabilidade tem o objetivo de medir o retorno financeiro de uma empresa, que pode ser em relação aos seus ativos, investimentos financeiros, patrimônio líquido e outros fatores.

Quando alguém aloca capital em um negócio, ele precisa saber quais serão os retornos gerados pelo dinheiro investido. Por isso, esses indicadores fazem parte da análise fundamentalista de um investidor para avaliar o desempenho de organizações de um mesmo setor.

Quais são os principais índices de rentabilidade?

Há vários índices que podem ser utilizados, mas nos tópicos seguintes trouxemos os principais do mercado, como são calculados e exemplos práticos de seus usos.

Margem líquida (ML)

Esse índice tem a função de comprar o lucro líquido (rendimento real) e as vendas líquidas (net sales ou as vendas menos seus custos). O resultado será o lucro que a empresa tem em um determinado período, sendo assim, sua fórmula é a seguinte:

ML = (lucro líquido / receita líquida) x 100

Se um negócio apresenta um lucro líquido de R$ 1.000.000,00 e uma receita líquida de R$ 9.000.000,00, nesse caso, a ML será de 11,11%.

Retorno sobre ativos (ROA)

Ele revela os retornos a partir de seus ativos, ou seja, bens e direitos que aumentam o poder aquisitivo da empresa. Veja como calculá-lo:

ROA = (lucro operacional / ativo total) x 100

Quando uma empresa consegue ter um lucro operacional de R$ 200.000,00 com R$ 1.500.000,00 em ativos, então seu ROA é de 13,33%. Por isso, saiba que a contabilidade apenas considera os bens tangíveis da empresa na contabilização dos ativos, desconsiderando patentes e marcas.

Retorno sobre capital próprio (ROE)

Também chamado de retorno sobre patrimônio líquido, sua finalidade é analisar e medir a capacidade de uma empresa em gerar resultados a partir dos recursos investidos pelos sócios ou acionistas (patrimônio líquido). Confira seu cálculo:

ROE = (lucro líquido / patrimônio líquido) x 100

Imagine que um negócio tenha R$ 10.000.000,00 de patrimônio líquido e tenha um lucro líquido de R$ 500.000,00. Nesse caso, então, o ROE será de 5%.

Do ponto de vista do investidor, se o lucro líquido por ação da empresa for de R$ 3,00 e seu valor de mercado for de R$ 60,00, então o ROE dos seus papéis é de 5%.

Retorno sobre capital investido (ROIC)

Conhecido também por retorno do capital, o ROIC mostra se a empresa está utilizando seus recursos de forma eficaz. Isso é feito por meio da análise de quanto ela lucra por ano com o dinheiro investido pelos acionistas ou sócios.

Para calcular o ROIC, primeiro é necessário entender sobre o NOPAT (Net Operating Profit After Taxes), que é o lucro operacional da empresa antes do desconto de juros e impostos. Ele é calculado da seguinte forma:

NOPAT = EBIT * (1 – impostos)

Nessa fórmula, o EBIT consiste no lucro antes da incidência de juros e imposto de renda. Mas ainda é preciso conhecer outra variável para chegar ao ROIC, que é o Capital Investido (CI):

CI = Patrimônio Líquido + Passivo Oneroso

Com esses dois fatores em mãos, o investidor já consegue calcular o retorno do capital de uma empresa com a seguinte fórmula:

ROIC = NOPAT/ CI

Se uma empresa tem o NOPAT de R$ 300.000,00 e o capital investido pelos acionistas foi de R$ 8.000.000,00, nessa hipótese o ROIC será de 3,75%. Caso o resultado seja menor que 2%, a empresa é considerada uma destruidora de valor, por isso é importante que o ROIC da organização seja acima de 2%.

Para calcular o índice de rentabilidade corretamente, é importante contar com uma solução parceira, completa, ágil e intuitiva, como por exemplo o Fast Trade. Essa é uma plataforma que atualiza informações em tempo real, tem baixa latência e traz inúmeros recursos de análise técnica ou fundamentalista, como simulador em tempo real, tape reading, livro de ofertas, estratégia ATS e muito mais.

Quer tomar as melhores decisões sobre seus investimentos? Crie sua conta na Fast Trade e experimente a plataforma gratuitamente por 7 dias!




Sobre o autor